Home SAÚDE INTOLERÂNCIA À LACTOSE: SINTOMAS, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

INTOLERÂNCIA À LACTOSE: SINTOMAS, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

por Mariana Coimbra

É causado pela baixa produção da enzima que digere o açúcar do leite, esse problema traz dor de barriga e vários incômodos gastrointestinais.

A intolerância à lactose gera dor de barriga, desconforto gastrointestinais após a ingestão de leite e derivado. Para dar o diagnóstico o médico avalia o histórico do paciente com exames, teste respiratório, exame de fezes ou a biópsia do intestino.

O tratamento varia, mas deve-se limitar o consumo de lácteos e também tomar cápsulas com lactase eventualmente, a enzima que quebra à lactose.

O Que causa a intolerância à lactose?

Incapacidade total ou parcial do organismo de produzir a lactase. Enzima que quebra à lactose ( o açúcar dos produtos lácteos). Por esse motivo o intestino acumula o composto e é fermentado pelas bactérias que vivem ali, provocando mal-estar.

A intolerância pode surgir de diferentes maneiras. Sua forma mais comum acontece pela redução natural da lactase com o avançar da idade.

O bebê que se alimenta exclusivamente do leite materno, fabrica largas dozes dessas enzimas. Conforme a criança vai crescendo e outros alimentos entram no cardápio, sua produção diminui aos poucos.  Em alguns casos a queda é acentuada, e aí o corpo não encara muito bem alguns goles de leite.

Em casos mais raros, o distúrbio tem origem genética.

E ainda há uma outra causa, que é quando os microrganismos ou um processo inflamatório atacam as células intestinais responsáveis por gerar à lactose.

Intolerância e alergia são dois problemas distintos

A intolerância é marcada pela dificuldade em quebrar a lactose, já a alergia é uma resposta exagerada do sistema imunológico a uma proteína específica do leite da vaca. Alergia gera manifestações em todo o corpo, como inchaço nos lábios, coceira, manchas na pele tosse e falta de ar. Portanto, ela tende a ser mais perigosa.

SINTOMAS

– Dor e inchaço abdominal

– Diarreia

– Gases

– Azia

– Náusea

– Dor de cabeça

RISCOS

– Envelhecimento

– Etnia: mas comum em africanos, árabes, gregos, chineses, coreanos e canadenses.

– Infecção por rotavírus

– Doenças gastrointestinais

– Predisposição genética

– Diabetes

– Realização de cirurgia bariátrica.

PREVENÇÃO

Não há como conter a queda da produção de lactase. O bom funcionamento dos órgãos digestivo repercute da digestão de lactose.

A recomendação é investir num cardápio com verduras, frutas e cereais integrais, que facilitam o trânsito intestinal. Um organismo saudável fica menos propenso a gases e cólicas.

Infecções intestinais podem ocasionar a intolerância transitória. Tratar a infecção de germes é o caminho para restabelecer a fabricação da lactase e se livrar dos desconfortos ao ingerir leite.

TRATAMENTO

Não existe medicamento para estimular a produção de lactase. Como as doses toleradas de lactose variam de uma pessoa para outra, profissional de saúde irá indicar a quantidade de lácteos que pode ser consumida.

Mas, são raros os casos em que se retira o leite e seus derivados completamente do cardápio. E esse corte deve acontecer com a orientação do médico. Pois pode promover deficiência nutricional grave, com baixas no aporte de cálcio, fósforo, potássio, magnésio e vitaminas.

Há lácteos menos perigosos para essa turma. Queijos normalmente possuem menos lactose que o leite. Com exceção dos tipos frescos, que concentram quantidades grandes desse açúcar.

Iogurte são outra ótima opção para quem sofre com intolerância. Durante sua produção, são adicionadas bactérias que devoram a lactose.

Quando o distúrbio é grave, a alternativa é investir em produtos zero lactose, facilmente encontrados nas prateleiras dos supermercados.

FAÇA TESTE DE EXCLUSÃO ALIMENTAR

 Se suspeita que não digere bem o leite de vaca experimente deixar de consumir este leite por 7 dias. Se dentro destes dias você não apresentar sintomas, faça um teste e tome um pouco de leite e então espere para ver a reação do seu organismo. Se os sintomas retornarem, é possível que tenha intolerância à lactose e não possa ingerir leite de vaca.

Este teste pode ser feito com todos os alimentos que sejam preparados com leite, como queijo, manteiga, pudim e manjar, por exemplo. E dependendo do seu grau de intolerância à lactose, os sintomas podem ser mais ou menos intensos.

E aí? Gostou das informações?

Escreva abaixo nos comentários,

Advertisements

Grande abraço,

 

VITAMINAS QUE EU AMO E RECOMENDO!

Essa é uma das perguntas mais frequentes no blog, quais as melhores vitaminas, shampoos, suplementos e óleos para o cabelo que eu já testei. Bom, eu fiz uma lista abaixo de todas que me deram resultados positivos e recomendo de olhos fechados! Use o pesquisar para ver os antes e depois sempre com mecha descolorida!

Cada uma tem um destaque específico, mas para quem quer saber qual foi a melhor em termos de crescimento até hoje foi a minha ultima vitamina testada no cado o  PANTOGAR TURBINADO: (Pantogar+ Queratina + Luminus + Pill Food + Biotina + Nutricolin) , possui uma fórmula extraordinária e sem dúvidas bem completa e Cápsulas de Groselha Negra que me surpreendeu bastante!

  • PANTOGAR + GROSELHA NEGRA - (AQUI)
  • BIOSIL –  (AQUI)
  • GROSELHA NEGRA – (AQUI)
  • SHAMPOO DERCOS - (AQUI)
  • CYSTEAMINE PARA MELASMA - (AQUI)

  • Cupom "FERNANDABELEZA" 10% + Frete grátis

Related Posts

Deixar Comentário